Início > APPLE, NOVAS TECNOLOGIAS > Conheça um pouco mais sobre o chip M7 da Apple

Conheça um pouco mais sobre o chip M7 da Apple

M7-APPLECom o lançamento do iPhone 5S, uma das novidades que podem ser apreciadas pelos compradores do aparelho é um novo componente, chamado apenas de M7. Em uma explicação breve, ele é uma espécie de co-processador que foca o seu trabalho nos movimentos feitos por você com o aparelho.

Isso quer dizer que ele pode fazer com que jogos e diversos softwares fiquem mais “espertos” em relação aos comandos feitos com a inclinação do smartphone, por exemplo. No entanto, por ser algo bastante recente, nem todos os desenvolvedores de aplicativos conseguiram sincronizar os seus produtos.

Para descobrir uma pouco mais sobre o M7, o pessoal do site 9to5Mac entrou em contato com os responsáveis pelo aplicativo ARGUS. Este software foi o primeiro a se adequar ao M7 e tem o objetivo de ser um auxiliar para regular seus exercícios físicos, alimentação e saúde — ele é considerado um dos melhores programas do gênero.

Algumas melhorias bacanas

ARGUS

(Fonte da imagem: Divulgação/iTunes)

Nos outros modelos de celulares inteligentes da Apple, o ARGUS consumia até 30% de energia da bateria, já que estava trabalhando em segundo plano para identificar os passos dados pelo dono do aparelho — coisa feita com o acelerômetro e com o GPS. No entanto, o próprio M7 é capaz de realizar essa função, de modo que o app acaba não consumindo mais bateria.

O M7 conta com uma boa capacidade de memória, armazenando dados de sete dias de caminha, por exemplo. Com isso, quando você instalar o aplicativo, já há dados disponíveis para que ele trabalhe — além disso, ele consegue diferenciar andar de correr ou até mesmo de andar de carro, melhorando a exatidão do ARGUS.

Além de tudo isso, o M7 permite que o aplicativo trabalhe sem interferir no funcionamento da CPU do smartphone, de modo que o aparelho pode trabalhar de maneira mais eficiente em outras operações. Por conta disso, o pessoal da ARGUS está conversando para que fabricantes de gadgets com Android comecem a utilizar componentes deste gênero.

Com isso, é possível notar que a novidade é ótima para quem pretende desenvolver aplicativos que envolvam movimentos e também para as pessoas que costumam fazer exercícios — e todas as qualidades apresentadas não interferem de maneira danosa no funcionamento de todo o smartphone, o que é bem bacana.

Fonte: 9to5Mac

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: