Arquivo

Archive for the ‘NOVAS TECNOLOGIAS’ Category

Conheça um pouco mais sobre o chip M7 da Apple

M7-APPLECom o lançamento do iPhone 5S, uma das novidades que podem ser apreciadas pelos compradores do aparelho é um novo componente, chamado apenas de M7. Em uma explicação breve, ele é uma espécie de co-processador que foca o seu trabalho nos movimentos feitos por você com o aparelho.

Isso quer dizer que ele pode fazer com que jogos e diversos softwares fiquem mais “espertos” em relação aos comandos feitos com a inclinação do smartphone, por exemplo. No entanto, por ser algo bastante recente, nem todos os desenvolvedores de aplicativos conseguiram sincronizar os seus produtos.

Para descobrir uma pouco mais sobre o M7, o pessoal do site 9to5Mac entrou em contato com os responsáveis pelo aplicativo ARGUS. Este software foi o primeiro a se adequar ao M7 e tem o objetivo de ser um auxiliar para regular seus exercícios físicos, alimentação e saúde — ele é considerado um dos melhores programas do gênero.

Algumas melhorias bacanas

ARGUS

(Fonte da imagem: Divulgação/iTunes)

Nos outros modelos de celulares inteligentes da Apple, o ARGUS consumia até 30% de energia da bateria, já que estava trabalhando em segundo plano para identificar os passos dados pelo dono do aparelho — coisa feita com o acelerômetro e com o GPS. No entanto, o próprio M7 é capaz de realizar essa função, de modo que o app acaba não consumindo mais bateria.

O M7 conta com uma boa capacidade de memória, armazenando dados de sete dias de caminha, por exemplo. Com isso, quando você instalar o aplicativo, já há dados disponíveis para que ele trabalhe — além disso, ele consegue diferenciar andar de correr ou até mesmo de andar de carro, melhorando a exatidão do ARGUS.

Além de tudo isso, o M7 permite que o aplicativo trabalhe sem interferir no funcionamento da CPU do smartphone, de modo que o aparelho pode trabalhar de maneira mais eficiente em outras operações. Por conta disso, o pessoal da ARGUS está conversando para que fabricantes de gadgets com Android comecem a utilizar componentes deste gênero.

Com isso, é possível notar que a novidade é ótima para quem pretende desenvolver aplicativos que envolvam movimentos e também para as pessoas que costumam fazer exercícios — e todas as qualidades apresentadas não interferem de maneira danosa no funcionamento de todo o smartphone, o que é bem bacana.

Fonte: 9to5Mac

IBM Cria Arquitetura de Computadores inspirada no Cérebro humano

arquitetura-de-computador-planejada-pela-ibm-pretende-imitar-o-funcionamento-do-cerebro-humanoApesar de atualmente um supercomputador de 83 mil núcleos ter somente um por cento do poder do cérebro humano, a companhia americana IBM acredita ser possível replicar toda nossa capacidade cerebral em uma máquina. Para isso, a empresa está desenvolvendo um projeto no mínimo audacioso para criar uma nova arquitetura computacional que pretende imitar o modo de operar de um cérebro, dando a um computador a capacidade de pensar.

Iniciado em 2011 com a construção de um chip que simulava algumas funções cerebrais equivalentes às sinapses de 530 bilhões de neurônios, o Projeto SyNAPSE, como é chamado, pretende criar um cérebro de silício que imite a eficiência de processamento, o consumo de energia e as dimensões do cérebro humano.

A intenção é criar simuladores de software que reproduzam a maneira com que o cérebro processa os dados, um modelo de neurônio que utiliza cálculos precisos para entender o mundo à nossa volta, além de aplicações que imitam as sinapses nervosas. Pareados a um complexo sistema cognitivo, os chips formariam um conjunto equivalente aos lados esquerdo e direito do cérebro humano.

Se concretizado a longo prazo, o projeto deve integrar o funcionamento de processadores, memória e comunicação como nunca antes visto, em um sistema de chips neurossinápticos com dez bilhões de neurônios e de cem trilhões de sinapses, todos consumindo apenas um quilowatt de energia e ocupando menos de dois litros de volume.

SAMSUNG MOSTRA CONCEITO DE SMARTPHONES COM TELAS FLEXÍVEIS (Vídeo)

samsung-tela-flexivelA Samsung vem acenando com a possibilidade de investir em novos formatos de telas, especialmente as flexíveis. Durante a última CES, em janeiro, um protótipo (foto) chamou a atenção do público.

Nesta terça-feira, a coreana demonstrou em vídeo o conceito que poderá revolucionar seus aparelhos. Trata-se de um display superfino que se adapta às intefaces dependendo de como é dobrado. Isso o possibilita ser, ao mesmo tempo, tablet e celular.

O vídeo também mostra um sensor especial usado para testar condições de saúde por meio de radiofrequências. Basta acoplá-lo ao braço do usuário para que as informações sejam exibidas na tela do smartphone.

Confira o vídeo, exibido no VentureBeat Mobile Summit:

[youtube:http://youtu.be/iIlc3oFzMbM%5D

Google aposta em novos formatos multimídia de imagem e vídeo (WebP e VP9)

Formato WebPOs formatos JPG, PNG e MP4 viraram padrões na web, mas a Google pretende oferecer mais alternativas para melhorar os tempos de carregamento das páginas. Segundo a informação revelada durante o Google I/O 2013, a companhia quer forçar algumas mudanças quanto a esses tipos de arquivos com a introdução do WebP e do VP9.

O WebP é um formato de imagem que promete qualidade similar a de um JPG e que consegue ter seu tamanho reduzido em até 31%. Além dessas vantagens, este tipo de arquivo conta com suporte para animações (assim como os GIFs) e ainda pode aproveitar a transparência — funcionalidade comum nos arquivos de imagem PNG.

Formato VP9

Já o VP9 é um codec que visa substituir o H.264, o qual é usado em arquivos MP4. O VP9 ainda oferece uma série de vantagens, visto que ele tem qualidade comparável aos itens codificados com o H.264 e consegue reduzir 63% do tamanho dos arquivos. Segundo o CNET, a Google deve começar a introduzir esse componente no YouTube depois do dia 17 de junho.

Fonte: Google Developers, CNET

EMPRESA DESENVOLVE CARRO VOADOR

Carro-voadorA empresa Terrafugia Transition está desenvolvendo um carro voador com capacidade de decolar na vertical, como um helicóptero. O veículo foi batizado de TF-X e deve ser lançado nos próximos oito ou 12 anos.

O TF-X pode atingir até 320 km/h no ar e voa até 800 km sem paradas, além disso, ele voa e pousa sozinho, acomoda até quatro pessoas e terá sistema de paraquedas que pode ser acionado pelo operador em caso de emergência.

A Terrafugia Transition ainda não divulgou o preço, porém informou que tentará fixar o valor mais baixo possível, considerando os materiais necessários e a produção.

A empresa afirma que conduzir o veículo é muito simples, sendo que o aprendizado não leva mais do que cinco horas. Além de ser mais seguro do que dirigir um carro atual, pois é capaz de evitar tráfego aéreo, mau tempo e restrição de espaço aéreo.

Antes da partida, o operador seleciona uma zona de aterrissagem principal e zonas de pouso de emergência. O TF-X então calcula a energia suficiente a bordo para realizar a viagem e se tem como pousar em segurança nas zonas indicadas, caso a previsão de tempo para chegar a uma pista de pouso esteja fora dos limites admissíveis, a partida não é permitida até que zonas de aterrissagem apropriadas estejam selecionadas.