Arquivo

Archive for the ‘NOVAS TECNOLOGIAS’ Category

Conheça um pouco mais sobre o chip M7 da Apple

M7-APPLECom o lançamento do iPhone 5S, uma das novidades que podem ser apreciadas pelos compradores do aparelho é um novo componente, chamado apenas de M7. Em uma explicação breve, ele é uma espécie de co-processador que foca o seu trabalho nos movimentos feitos por você com o aparelho.

Isso quer dizer que ele pode fazer com que jogos e diversos softwares fiquem mais “espertos” em relação aos comandos feitos com a inclinação do smartphone, por exemplo. No entanto, por ser algo bastante recente, nem todos os desenvolvedores de aplicativos conseguiram sincronizar os seus produtos.

Para descobrir uma pouco mais sobre o M7, o pessoal do site 9to5Mac entrou em contato com os responsáveis pelo aplicativo ARGUS. Este software foi o primeiro a se adequar ao M7 e tem o objetivo de ser um auxiliar para regular seus exercícios físicos, alimentação e saúde — ele é considerado um dos melhores programas do gênero.

Algumas melhorias bacanas

ARGUS

(Fonte da imagem: Divulgação/iTunes)

Nos outros modelos de celulares inteligentes da Apple, o ARGUS consumia até 30% de energia da bateria, já que estava trabalhando em segundo plano para identificar os passos dados pelo dono do aparelho — coisa feita com o acelerômetro e com o GPS. No entanto, o próprio M7 é capaz de realizar essa função, de modo que o app acaba não consumindo mais bateria.

O M7 conta com uma boa capacidade de memória, armazenando dados de sete dias de caminha, por exemplo. Com isso, quando você instalar o aplicativo, já há dados disponíveis para que ele trabalhe — além disso, ele consegue diferenciar andar de correr ou até mesmo de andar de carro, melhorando a exatidão do ARGUS.

Além de tudo isso, o M7 permite que o aplicativo trabalhe sem interferir no funcionamento da CPU do smartphone, de modo que o aparelho pode trabalhar de maneira mais eficiente em outras operações. Por conta disso, o pessoal da ARGUS está conversando para que fabricantes de gadgets com Android comecem a utilizar componentes deste gênero.

Com isso, é possível notar que a novidade é ótima para quem pretende desenvolver aplicativos que envolvam movimentos e também para as pessoas que costumam fazer exercícios — e todas as qualidades apresentadas não interferem de maneira danosa no funcionamento de todo o smartphone, o que é bem bacana.

Fonte: 9to5Mac

Anúncios

IBM Cria Arquitetura de Computadores inspirada no Cérebro humano

arquitetura-de-computador-planejada-pela-ibm-pretende-imitar-o-funcionamento-do-cerebro-humanoApesar de atualmente um supercomputador de 83 mil núcleos ter somente um por cento do poder do cérebro humano, a companhia americana IBM acredita ser possível replicar toda nossa capacidade cerebral em uma máquina. Para isso, a empresa está desenvolvendo um projeto no mínimo audacioso para criar uma nova arquitetura computacional que pretende imitar o modo de operar de um cérebro, dando a um computador a capacidade de pensar.

Iniciado em 2011 com a construção de um chip que simulava algumas funções cerebrais equivalentes às sinapses de 530 bilhões de neurônios, o Projeto SyNAPSE, como é chamado, pretende criar um cérebro de silício que imite a eficiência de processamento, o consumo de energia e as dimensões do cérebro humano.

A intenção é criar simuladores de software que reproduzam a maneira com que o cérebro processa os dados, um modelo de neurônio que utiliza cálculos precisos para entender o mundo à nossa volta, além de aplicações que imitam as sinapses nervosas. Pareados a um complexo sistema cognitivo, os chips formariam um conjunto equivalente aos lados esquerdo e direito do cérebro humano.

Se concretizado a longo prazo, o projeto deve integrar o funcionamento de processadores, memória e comunicação como nunca antes visto, em um sistema de chips neurossinápticos com dez bilhões de neurônios e de cem trilhões de sinapses, todos consumindo apenas um quilowatt de energia e ocupando menos de dois litros de volume.

SAMSUNG MOSTRA CONCEITO DE SMARTPHONES COM TELAS FLEXÍVEIS (Vídeo)

samsung-tela-flexivelA Samsung vem acenando com a possibilidade de investir em novos formatos de telas, especialmente as flexíveis. Durante a última CES, em janeiro, um protótipo (foto) chamou a atenção do público.

Nesta terça-feira, a coreana demonstrou em vídeo o conceito que poderá revolucionar seus aparelhos. Trata-se de um display superfino que se adapta às intefaces dependendo de como é dobrado. Isso o possibilita ser, ao mesmo tempo, tablet e celular.

O vídeo também mostra um sensor especial usado para testar condições de saúde por meio de radiofrequências. Basta acoplá-lo ao braço do usuário para que as informações sejam exibidas na tela do smartphone.

Confira o vídeo, exibido no VentureBeat Mobile Summit:

[youtube:http://youtu.be/iIlc3oFzMbM%5D

Google aposta em novos formatos multimídia de imagem e vídeo (WebP e VP9)

Formato WebPOs formatos JPG, PNG e MP4 viraram padrões na web, mas a Google pretende oferecer mais alternativas para melhorar os tempos de carregamento das páginas. Segundo a informação revelada durante o Google I/O 2013, a companhia quer forçar algumas mudanças quanto a esses tipos de arquivos com a introdução do WebP e do VP9.

O WebP é um formato de imagem que promete qualidade similar a de um JPG e que consegue ter seu tamanho reduzido em até 31%. Além dessas vantagens, este tipo de arquivo conta com suporte para animações (assim como os GIFs) e ainda pode aproveitar a transparência — funcionalidade comum nos arquivos de imagem PNG.

Formato VP9

Já o VP9 é um codec que visa substituir o H.264, o qual é usado em arquivos MP4. O VP9 ainda oferece uma série de vantagens, visto que ele tem qualidade comparável aos itens codificados com o H.264 e consegue reduzir 63% do tamanho dos arquivos. Segundo o CNET, a Google deve começar a introduzir esse componente no YouTube depois do dia 17 de junho.

Fonte: Google Developers, CNET

EMPRESA DESENVOLVE CARRO VOADOR

Carro-voadorA empresa Terrafugia Transition está desenvolvendo um carro voador com capacidade de decolar na vertical, como um helicóptero. O veículo foi batizado de TF-X e deve ser lançado nos próximos oito ou 12 anos.

O TF-X pode atingir até 320 km/h no ar e voa até 800 km sem paradas, além disso, ele voa e pousa sozinho, acomoda até quatro pessoas e terá sistema de paraquedas que pode ser acionado pelo operador em caso de emergência.

A Terrafugia Transition ainda não divulgou o preço, porém informou que tentará fixar o valor mais baixo possível, considerando os materiais necessários e a produção.

A empresa afirma que conduzir o veículo é muito simples, sendo que o aprendizado não leva mais do que cinco horas. Além de ser mais seguro do que dirigir um carro atual, pois é capaz de evitar tráfego aéreo, mau tempo e restrição de espaço aéreo.

Antes da partida, o operador seleciona uma zona de aterrissagem principal e zonas de pouso de emergência. O TF-X então calcula a energia suficiente a bordo para realizar a viagem e se tem como pousar em segurança nas zonas indicadas, caso a previsão de tempo para chegar a uma pista de pouso esteja fora dos limites admissíveis, a partida não é permitida até que zonas de aterrissagem apropriadas estejam selecionadas.

NOVA FIBRA ÓTICA PROMETE TRANSFERIR DADOS À VELOCIDADE DA LUZ

fibra opticaO futuro da transmissão de dados pode estar contido em uma fibra fotônica de banda proibida com núcleo oco. O nome com jeito de ofensa pode ser traduzido para uma fibra ótica vazia, capaz de enviar informações na velocidade da luz.

A tecnologia, ainda em fase inicial, aumenta em 30% a velocidade de transmissão de dados em cabos de fibra ótica. Atualmente, a informação nestes cabos viaja a 200.000 Km/s, índice bem abaixo dos 300.000 Km/s alcançados pela luz no vácuo.

A tese dos cientistas da Universidade de Southampton, na Inglaterra, foi reproduzir essa situação nos cabos. O princípio resultou em fibras isentas do material similar ao vidro, meio até então imprescindível para transmissão dos dados, ainda que responsável pela velocidade reduzida.

As experiências realizadas pelo grupo conseguiram trocar o incrível volume de 73,7 Tbps, taxa 2.443 vezes maior que os 30 Gbps alcançados na conexão de internet da Campus Party 2013, evento de tecnologia realizado em São Paulo.

O método utilizado pelos pesquisadores serviria notadamente à transmissão de grandes volumes de dados como, por exemplo, nos cabos transcontinentais. A tecnologia ainda não conseguiu minorar as perdas pelo caminho, estimadas em 3,5 dB/Km — valor elevado para longas distâncias.

AMD LANÇA TECNOLOGIA QUE REDUZ CONSUMO DE BATERIA

amd_turbo_dock-580x326A fabricante de chips AMD anuncia nova tecnologia para notebooks híbridos, que mesclam as funcionalidades de notebook e tablet.

Batizada de AMD Turbo Dock, a novidade será apresentada oficialmente durante o Mobile World Congress 2013, que acontece na próxima semana.

A tecnologia ajusta automaticamente o desempenho do processador acelerado (APU) para garantir que os notebooks híbridos se adaptem às diversas demandas dos usuários, que vão desde o uso em modelo tablet até a realização de tarefas complexas, como a criação de conteúdo.

Segundo a empresa, o AMD Turbo Dock foi desenhado para garantir menor consumo de energia no modo tablet, o que aumenta a duração da bateria, permitindo que os usuários assistam a filmes ou a vídeos por mais tempo, bem como naveguem na internet.

“Queremos entregar um experiência completa e aprimorada nunca vista até agora”, afirma Steve Bel, vice-presidente da divisão Ultra-low Power Products da AMD.

As expectativas são de que os primeiros notebooks híbridos equipados com a novidade sejam lançados no mercado ainda neste ano, construídos com base SOC (system-on-chip) denominado “Temash”, com placas gráficas AMD Radeon HD.