Arquivo

Posts Tagged ‘IBM’

IBM Cria Arquitetura de Computadores inspirada no Cérebro humano

arquitetura-de-computador-planejada-pela-ibm-pretende-imitar-o-funcionamento-do-cerebro-humanoApesar de atualmente um supercomputador de 83 mil núcleos ter somente um por cento do poder do cérebro humano, a companhia americana IBM acredita ser possível replicar toda nossa capacidade cerebral em uma máquina. Para isso, a empresa está desenvolvendo um projeto no mínimo audacioso para criar uma nova arquitetura computacional que pretende imitar o modo de operar de um cérebro, dando a um computador a capacidade de pensar.

Iniciado em 2011 com a construção de um chip que simulava algumas funções cerebrais equivalentes às sinapses de 530 bilhões de neurônios, o Projeto SyNAPSE, como é chamado, pretende criar um cérebro de silício que imite a eficiência de processamento, o consumo de energia e as dimensões do cérebro humano.

A intenção é criar simuladores de software que reproduzam a maneira com que o cérebro processa os dados, um modelo de neurônio que utiliza cálculos precisos para entender o mundo à nossa volta, além de aplicações que imitam as sinapses nervosas. Pareados a um complexo sistema cognitivo, os chips formariam um conjunto equivalente aos lados esquerdo e direito do cérebro humano.

Se concretizado a longo prazo, o projeto deve integrar o funcionamento de processadores, memória e comunicação como nunca antes visto, em um sistema de chips neurossinápticos com dez bilhões de neurônios e de cem trilhões de sinapses, todos consumindo apenas um quilowatt de energia e ocupando menos de dois litros de volume.

Anúncios

“A TI tradicional está morrendo”, adverte cientista-chefe da IBM

Assistam a entrevista realizada com Fábio Gandour, cientista-chefe da IBM Brasil.

Fonte: convergenciadigital.uol.com.br

SUPERCOMPUTADOR DA IBM É O MAIS RÁPIDO DO MUNDO ATUALMENTE

Pela primeira vez desde novembro de 2009, um supercomputador estaduanense assume a lista dos supercomputadores mais rápidos do mundo (TOP500).
Chamado Sequoia, o computador da IBM foi capaz de realizar 16,32 quatrilhões de operações envolvendo ponto flutuante por segundo.

O recorde anterior era de 10,51 quatrilhões de cálculos por segundo do supercomputador japonês “K”. O Sequoia tem 1.572.864 núcleos de processamento.


Para mais informações:http://bit.ly/M1NEkN
Categorias:HARDWARE Tags:,

NOVO TRANSISTOR DA IBM DESAFIA AS LEIS DA FÍSICA

O transistor de silício, com 11 nanômetros, já não é mais o menor do mundo. A IBM revelou hoje um novo modelo de transistor, feito com nanotubos de carbono, que tem apenas 9 nanômetros de tamanho – ou, em uma medida simplificada, 0,000009 milímetros. Mais ainda, o novo transistor pode ser a nova palavra em aumento de desempenho e economia de consumo de energia.

A criação da IBM possui uma frequência de ação que lhe permite trabalhar com voltagens muito baixas – até meio volt – ao mesmo tempo em que é capaz de transportar até quatro vezes mais carga de dados, o que aumenta a qualidade de sinal em aparelhos que fazem uso dessa tecnologia, como smartphones e roteadores.

As empresas de tecnologia, atualmente, estudam formas de viabilizar o carbono como componente principal de transistores, pela sua maior capacidade técnica em relação ao silício, usado atualmente, mas o estudo ainda não está adiantado pois a produção comercial do carbono é complicada.

Categorias:CIÊNCIA, TECNOLOGIA Tags:,

IBM DESENVOLVE O MAIOR “DISCO RÍGIDO” DO MUNDO

A IBM desenvolveu um sistema de armazenamento capaz de guardar 120
petabytes (PB) de dados. Só para lembrar, 1 PB equivale a
1.125.899.906.842.624 bytes. Esse espaço é suficiente para armazenar 24
bilhões de arquivos MP3 de cerca de 5 MB cada um.

O novo sistema de armazenamento da IBM é formado por 200.000 discos
rígidos e é destinado para empresas que manipulam grandes quantidades de
dados.

Saiba mais em:
http://bit.ly/p7airL

IBM DESENVOLVE MEMÓRIA 100 VEZES MAIS RÁPIDA QUE A FLASH

Faz tempo que cientistas vêm procurando uma memória não volátil e com performance superior à da memória Flash. Agora, ao que tudo indica, a grande candidata ao cargo será a Phase-Change Memory (PCM), desenvolvida nos laboratórios da IBM.

De acordo com o press release divulgado pela empresa, a nova memória é capaz de ler e escrever dados a uma velocidade 100 vezes maior do que a Flash, além de possibilitar uma capacidade mais alta de armazenamento de dados e de não perder informações quando o computador é desligado.

Como se não bastasse, a PCM também tem uma vida útil mais alta, permitindo até 100 milhões de ciclos de escrita. Chega a ser impressionante, ainda mais se levarmos em conta que a memória Flash aguenta de 3 a 30 mil desses ciclos.

Os avanços foram obtidos graças à solução de alguns problemas na arquitetura das memórias atuais, como a utilização de uma liga metálica capaz de alterar o seu estado físico, passando de um estado cristalino de baixa resistência para uma fase amorfa de alta resistência, de acordo com a voltagem aplicada sobre ela. Os pesquisadores também conseguiram solucionar os problemas que essa troca de estados pode causar, diminuído assim a possibilidade de obter erros de leitura.